SOPA x Anonymous

Hoje o assunto será um tanto quanto revoltante para um lado e “correto” para outro.

Irei falar, sobre a polêmica da efetivação da lei SOPA ( stop online piract act) que em português significa lei de combate à pirataria online, aprovada nos Estados Unidos, e em contrapartida a revolta liderada pelo grupo mundial de hackeres Anonymous

Tal lei criada por Lamar Smith, modifica uma das liberdades que à internet ate então tinha, os downloads: de músicas, filmes, e etc…

Taxado por essa lei, como falsificação e pirataria virtual, dando assim maiores privilégios aos direitos do autor.

Direitos do autor, que muitos julgam como censura e até mesmo repressão à liberdade de expressão.

No dia 20 de janeiro, Lamar Smith suspendeu o projeto. Segundo ele a suspensão é “até que haja um amplo acordo sobre uma solução”.

” A lei autorizaria o Departamento de Justiça dos Estados Unidos e os detentores de direitos autorais a obter ordens judiciais contra sites que estejam facilitando ou infringindo os direitos de autor ou cometendo outros delitos e estejam fora da jurisdição estadunidense. O procurador-geral dos Estados Unidos poderia também requerer que empresas estadunidenses parem de negociar com estes sites, incluindo pedidos para que mecanismos de busca retirem referências a eles e os domínios destes sites sejam filtrados para que sejam dados como não existentes.”

Dentro desse “Guerra virtual”, existem os defensores e os opositores.

Defensores:  The Walt Disney Company, Universal Music Group, Motion Picture Association of America, Recording Industry Association of America, Wal-Mart, Toshiba, Time Warner e CBS entre outras…

Opositores:  Facebook, Twitter, Google, Yahoo!, LinkedIn, Mozilla, Wikimedia, Zynga, Amazon, eBay, Reddit, 4chan e 9GAG. Também organizações de direitos humanos, como Repórteres Sem Fronteiras e Human Rights Watch. A empresa de registro de domínios Go Daddy inicialmente apoiou a proposta.

Inclusive, a própria wikipédia de onde tirei a maioria dessas informações esta contra esse projeto. Criando um verdadeiro duelo de gigantes, de um lado Lamar Smith e as grandes produtoras musicais e derivados, contra potentes buscadores da internet, redes sociais, sites de downloads entre outros…

Todavia, o que mais vem intensificando a polêmica desse projeto estadunidense, é o grupo de hackeres mais famoso da internet, o Anonymous.

“O termo Anonymous é comum entre os membros de certas subculturas da Internet como sendo uma forma de se referir às ações de pessoas em um ambiente onde suas verdadeiras identidades são desconhecidas.”

Surgiram no imageboard 4chan em 2003, e desde então se envolve em protesto contra corrupção virtural  atravez de hackeres que se intitulam pelo próprio nome do grupo ou meme de acordo o wikipédia.

No mais, atualmente, os olhos desses “like a boss” da internet, estão voltados a essa proibição gerada por Lamar S.

Esse grupo, usou de diverso artifícios para mostrar seu poderio aos estadunidenses e seu governo, hackiando site como: da Justiça Federal dos Estados Unidos e FBI…

Além, dos vídeos vinculados à internet, demonstrando sua revolta e indignação sobre a lei SOPA e ao mesmo tempo juntando seguidores e afins que apoiam os mesmo ideais dos Anonymous.

Explicação visual, para os adeptos da frase: “Entendeu ou quer que eu desenhe? ”

Como o assunto, é algo que influi em lei,  não colocarei e nem me posicionarei sobre esse assunto aqui específicado.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Stop_Online_Piracy_Act / / http://pt.wikipedia.org/wiki/Anonymous .

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: